Gamificação o que é

Gamificação : O que é e quais os benefícios para sua empresa?

Gamificação – do o inglês gamification, ou ludificação, é o uso de mecânicas e características de jogos para engajar, motivar comportamentos e facilitar atividades de pessoas em situações reais, como por exemplo as tarefas em seu ambiente de trabalho.

As técnicas de gamificação se aproveitam dos desejos naturais por competição, realização (obtenção de resultados), recompensa, auto-expressão, vaidade, altruísmo e reconhecimento.

Isso está acontecendo cada vez mais. Ou seja, as pessoas têm se interessado mais pelo tema. Sendo assim, buscam conhecer mais sobre a gamificação e o que ela é de fato. Além de, claro, quais benefícios e melhorias que ela pode ocasionar em uma organização.

Por isso, produzimos esse que pode ser chamado de “Tira dúvidas da gamificação”.

O que você verá neste artigo:

  • O que é gamificação
  • Afinal, de onde surgiu a gamificação?
  • Para quê serve a gamificação?
  • Os benefícios da gamificação
  • Os cases de gamificação
  • O passo a passo para Gamificar
  • Conheça e faça parte do universo gamificado

Depois de ler este conteúdo, você será capaz de entender melhor o que de fato é o jogo corporativo, de onde surgiu, quem criou, quem investe, os impactos e desafios causados, tanto para empresas, quanto para colaboradores.

O que é gamificação?

Gamification ou gamificação que também pode ser chamada de ludificação é a utilização de técnicas, estratégias e o design de games em outros contextos que não sejam necessariamente jogos.

É trazer o jogo para a realidade e com isso impactar pontos como engajamento, produtividade, foco, determinação e outros, tornando mais simples atingir metas e objetivos em qualquer contexto.

Por meio do gamification, é possível transformar rotinas de trabalho ou estudo e fazer com que as pessoas se sintam mais inclinadas a se dedicar às tarefas e desafios que cada situação exige.

Segundo uma estimativa da Gartner, neste ano, a gamificação será um mercado de mais de 5 bilhões de dólares no mundo todo e, até 2020, 70% das maiores empresas do mundo terão pelo menos uma aplicação que utiliza esse conceito, fazendo com que ele se torne algo fundamental ao ambiente empresarial.

Afinal, de onde surgiu a gamificação?

Apesar de ganhar mais notoriedade somente nos últimos anos, o termo gamificação está quase completando 20 anos do seu surgimento. Em 2002, o programador Nick Pelling apresentou a ideia de que conceitos do universo dos jogos poderiam ser aplicados na rotina das pessoas para motivá-las a reconhecer e resolver problemas.

Contudo, o mundo foi se interessar e explorar a gamificação, de fato, a partir de 2010. Isso aconteceu quando empresas começaram a enxergar melhor o mercado e inserir mecânicas de recompensas nos jogos, como forma de incentivar a participação e desenvolvimento da ferramenta.

A popularidade da gamificação se deu junto com o crescimento da demanda por smartphones. Até porque, os dispositivos móveis eram capazes de carregar a informação e permitia a interação entre plataforma e usuários em qualquer lugar, a qualquer hora.

A gamificação aplicada na empresa

A gamificação está presente no nosso dia a dia, não só empresarial. Por isso, vamos citar alguns exemplos que podem dar um melhor entendimento do que é a gamificação e como ela é aplicada no cotidiano, assim fica mais fácil de imaginar como isso é implementado em grandes organizações.

Duolingo

O Duolingo, por exemplo, é um aplicativo que usa e abusa da gamificação. Nele, o usuário segue por uma jornada de aprendizado de línguas estrangeiras. A cada conquista, há uma recompensa e um feedback sobre o aprendizado. Desta maneira, a plataforma mantém seus usuários ativos e motivados em aprender mais e com mais tempo de uso da ferramenta.

Google

O Google usa uma mecânica de interação e engajamento entre seus usuários para avaliação de locais (restaurantes, bares, salões, supermercados, oficinas, qualquer estabelecimento cadastrado em sua base). A ferramenta de contribuição transforma o usuário em um guia local. Desta forma, quanto mais você contribui com comentários, avaliações e fotos, mais pontos acumula e mais aparece como recomendação para outros usuários.

Bônus: mais exemplos do poder da gamificação

Nesta palestra, Nilton de Melo fala um pouco sobre o poder dos jogos enquanto indústria, como ele utilizou isso ao seu favor e como podemos aplicar essa estratégia em nosso dia a dia. 

Assista:

Esses são exemplos simples e que mostram o quanto a gamificação já faz parte do nosso dia a dia e às vezes nem percebemos.

Para quê serve a gamificação?

Até agora, ficou claro que a gamificação é uma forma muito utilizada para o desenvolvimento de interações e relacionamento entre os usuários, certo?

A técnica é realmente utilizada, principalmente no meio corporativo, com a finalidade de promover bons ambientes de trabalho, saudáveis, criativos, respeitosos e inovadores. A gamificação é utilizada também para treinamentos de equipes de maneira lúdica e engajadora. Além de ser uma ótima ferramenta para gestão de pessoas, até mesmo em tempos de home office.

Por isso, podemos dizer que a gamificação é versátil dentro de uma empresa, podendo ser aplicada para finalidades distintas: da organização do fluxo de trabalho até a motivação para aumento da produtividade de um time de vendas. Ela pode ser aplicada apenas como fim de ganhos internos para empresa, bem como focada em processos que aumentam a lucratividade da organização.

Tudo depende do objetivo, metas e estratégia que cada negócio utiliza na implementação da gamificação.

Ferramenta de gestão | Gamefic

Um jogo que todo mundo ganha

Por ser tão versátil, a gamificação acaba se tornando um negócio de benefícios mútuos.

Os colaboradores ganham em aprendizado facilitado, organização de tempo e tarefas, dinâmica inovadora e motivadora no trabalho, desenvolvimento de novas habilidades e por consequência, aumento de desempenho.

Empresas ganham com a evolução de técnicas e processos, profissionais mais capacitados e engajados em novas soluções criativas. Também se beneficiam por ter informações vitais de desempenho dos funcionários, podendo fazer uma gestão mais eficiente, além de ter como resultado principal o aumento de produtividade das equipes, tornando o negócio ainda mais lucrativo.

Os benefícios da gamificação

Sabemos o que é gamificação, onde surgiu, exemplos de empresas que utilizam e até dicas de como aplicar a gamificação no dia a dia.

Afinal, se a gamificação está em todos os lugares e as pessoas buscam por ela, sinal que existem alguns benefícios nisso tudo, certo? Certíssimo. Quando bem implementada e com objetivos claros, a gamificação tem potencial transformador gigantesco dentro de organizações e na vida de pessoas.

Agora, vamos citar alguns dos principais benefícios que uma empresa pode ter ao tornar os jogos empresariais parte constante das suas estratégias.

Clima organizacional

Investir em gamificação é também oferecer melhorias para o clima organizacional. Os jogos corporativos trabalham em um ambiente mais cooperativo e saudável. Incentivam a disputa harmônica e favorecem a interação entre pessoas, de forma divertida.

Desta forma, é possível sentir em pouco tempo um clima organizacional leve e inovador.

Comunicação

A ferramenta de gamificação permite uma comunicação rápida, simples e direta. Desta forma, tanto líderes, quanto RH, podem se comunicar de maneira mais eficaz com os colaboradores. Seja para emitir comunicados, incentivar a novas tarefas ou realizar feedbacks.

Além do mais, as conversas pela plataforma são fundamentais para evitar ruídos de comunicação, melhorando o entendimento de todos.

Relacionamentos

A gamificação ainda oferece a oportunidade da criação e fortalecimento de relacionamentos dentro da empresa. Por ser canal de comunicação direto, gestores podem explorar essa facilidade para promover melhoria de relação com os seus comandados e até mesmo entre eles.

Assim, os times entram na mesma sintonia e tendem a apresentar melhorias significativas de desempenho.

Motivação e engajamento com Gamificação

As atividades gamificadas oferecem uma nova dinâmica de trabalho, muitas vezes mais desafiadora. Neste sentido, as pessoas tendem a se engajar mais nessa novidade, buscando melhorar seu desempenho a cada nível proposto pela empresa.

A plataforma deve ser intuitiva. Assim, o próprio jogador consegue entender como está seu nível de desempenho e comprometimento com as atividades. Essa auto avaliação acaba despertando a consciência de melhora dentro do próprio funcionário, que busca melhorias antes mesmo de ser advertido pelos gestores. 

Competitividade saudável e cooperação

Nas plataformas, os placares ficam visíveis para todos os participantes. E ninguém quer ficar por último, né?

A gamificação promove um clima de competição saudável. Afinal, todos têm o mesmo objetivo que é o crescimento profissional atrelado com os resultados positivos para a empresa.

Assim, se cria um clima de cooperação e todos se ajudam em busca da conclusão das metas propostas pela organização.

Produtividade

A gamificação é uma combatente exemplar desses desafetos. E isso é uma compilação de todos os itens citados acima. Afinal, com uma comunicação mais clara e objetiva, um clima organizacional mais saudável, com pessoas engajadas e motivadas, trabalhando em cooperação, a produtividade naturalmente será elevada.

Não só isso, a gamificação oferece autonomia para a execução de tarefas. Assim, o colaborador se sente mais seguro em buscar e oferecer novas soluções.

Treinamentos corporativos

A gamificação também está se mostrando eficiente no treinamento de pessoas. Essa revolução acontece e é aprovada, afinal, é difícil encontrar quem se sinta motivado em ficar em uma sala escura, com uma centena de slides passando em um projetor enquanto um palestrante fica jogando pílulas motivacionais.

Os jogos corporativos, por sua dinâmica e por ser lúdico, acabam atraindo muito mais a atenção das pessoas. Assim, conseguindo assimilar melhor e por mais tempo a mensagem que o treinamento está passando.

Sem contar, que a gamificação é personalizável. Então, o conteúdo apresentado não precisa ser fixo para todos dentro da organização. Cada jornada apresenta seus desafios, logo seus aprendizados. Trabalhar essa pontualidade alavanca muito mais rápido os resultados de uma organização.

Feedback

Empresas que já praticam o feedback sabem do potencial que ele tem de transformar o desempenho dos colaboradores. Quem não pratica, tem uma ótima oportunidade com a gamificação.

Isso porque, a ferramenta permite, através de sua linha do tempo, a comunicação instantânea dos gestores com seus liderados.

Assim, cada bom desempenho, cada conquista, pode ser celebrada. Da mesma forma que desempenho abaixo do esperado pode ser avaliado e cobrado diretamente com o colaborador.

Recompensas

Assim como foi apontado no vídeo que mostramos no início deste texto, as recompensas são fundamentais na construção de jogos.

Afinal, jogamos por um motivo e queremos ser recompensados por isso.

Neste caso, a gamificação sabe muito bem como agir. Dentro da estratégia, as empresas podem definir as recompensas, seja dentro da plataforma como avatares exclusivos ou materiais para personalização dos mesmos. Ou até recompensas fora da plataforma, baseadas no ranking final de cada etapa.

O importante é saber dosar e identificar em quais níveis as recompensas aparecerão. Ser recompensado em qualquer nível do jogo, inclusive nas atividades mais triviais, pode diminuir a credibilidade e engajamento na plataforma.

Do mesmo modo, premiar apenas em objetivos muito complexos pode desmotivar as pessoas. Como dizem por aí, o equilíbrio é tudo.

Retenção e aquisição de talentos

A gamificação também é ótima para ser inserida nos processos seletivos da empresa. Dessa forma, é possível, inclusive, entender quais candidatos apresentam maior fit com a cultura da empresa. Os processos ficam mais dinâmicos e mostram logo de cara a preocupação da empresa com inovação e desenvolvimento de pessoas.

Neste sentido, quem já faz parte da organização também se sente mais motivado a permanecer, evitando altos índices de turnover. É muito mais fácil apostar e acreditar em uma empresa que busca soluções inovadoras e que promovam melhorias em todas as esferas da organização.  

Os cases de gamificação

Muitas empresas praticam há algum tempo a gamificação. Sendo assim, já comprovaram a eficácia da estratégia. Por isso, vamos listar 3 casos de empresas que usaram a gamificação com sucesso.

Domino’s

O desafio era ensinar novos colaboradores a memorizar o cardápio da franquia. Para isso, desenvolveram um curso gamificado que apresentava todo o processo para os novatos.

O uso de níveis e conquistas facilitou o processo e a aprendizagem foi rápida, tornando o curso um sucesso.

Hyundai

Com uma iniciativa brasileira, a Hyundai criou um app para o desenvolvimento profissional de seus colaboradores durante a pandemia. Assim, os times são treinados para desenvolver novas habilidades de vendas em tempo de pandemia.

Uma medida importante da empresa, principalmente em períodos de isolamento social, onde a saúde mental do colaborador é extremamente afetada.

Heineken

Como oportunidade de aumentar o engajamento dos seus colaboradores e ainda colocar um tema importante em pauta, a Heineken lançou o app Think, drink & play para o seu público interno.

Além de promover um debate sobre o consumo consciente e responsável de cerveja, a estratégia ainda permite que seus colaboradores se desafiem em testes sobre o mundo cervejeiro. Assim, todos participam de uma disputa saudável pelo topo do ranking.

O passo a passo para Gamificar

  • Estabeleça regras para o jogo;
  • Determine quais são as metas a serem alcançadas;
  • Apresente um feedback sobre o desempenho do colaborador;
  • Estimule o colaborador a participar, mas não o force;
  • Apresente um jogo que traga conhecimento e aprendizado;
  • Lembre-se da premiação, gamificação sem recompensa não funciona.

Conheça e faça parte do universo de gamificação

No Brasil, 73,4% das pessoas se envolvem com jogos. Por isso, é natural que a gamificação esteja presente nas estratégias corporativas. Com índices nesses níveis, fica claro que a população se interessa por consumir este tipo de conteúdo.

A Gamefic desenvolve e evolui os conceitos da gamificação. A nossa plataforma é voltada para a melhoria da gestão de processos, otimização do clima organizacional, organização de tarefas e gestão de desempenho.

A inteligência artificial é responsável por gerar dados constantemente, oferecendo informações vitais para que a organização entenda os pontos de melhora.

Desta forma, acreditamos que é possível fomentar ambientes inovadores e criativos. Sempre voltados para a cooperação e disputa saudável entre os usuários. Com um objetivo claro, a cultura da inovação melhora a produtividade e promove resultados melhores para a organização.

Acesse a Gamefic e conheça nossas soluções. Teste a nossa plataforma por 7 dias sem custos e sinta os benefícios que ela oferece para o seu negócio.

 

Compartilhe o Post

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Previous
Next