Setores que já aplicam a gamificação | Gamefic

Gamificação Organizacional: 5 Setores Que Se Beneficiam Dela

O que é Gamificação?

Gamificação organizacional é uma tecnologia utilizada atualmente em vários setores para promover uma melhora em seus resultados. Hoje falaremos de 5 setores que aplicam e se beneficiam da gamificação organizacional em seus processos. Enfim, mostraremos a você que o mercado já faz grande uso desta nova forma de organização.

Setores desde a indústria até a educação e saúde têm se beneficiado com a geração de resultados comerciais reais. Desta forma é possível criar uma nova maneira de encarar os desafios de aumentar a eficiência, reduzir custos e manter o crescimento sustentável nas empresas.

Gamificação é um termo adaptado da língua inglesa (com origem em “games”) e que descreve o procedimento de transformar coisas que já existem, como processos de negócios, a partir da integração da lógica utilizada em videogames para fazer com que os usuários queiram continuar brincando.

Áreas como a de treinamento e capacitação profissional são as que mais são beneficiadas pelo uso desse tipo de ferramenta lúdica. Isso porque a gamificação organizacional é um ótimo aliado para aumentar o engajamento e comunicação daqueles que fazem o seu uso. Além destas áreas, quando aplicada, os processos passam a utilizar-se da lógica dos games, que disparam gatilhos para forçar interações e estimular a área do cérebro que se sente satisfeita ao receber recompensas, a fim de criar uma relação de alto valor agregado com funcionários, sócios, parceiros de negócios e consumidores.

1 – Gamificação organizacional na Indústria

Com a implementação da Indústria 4.0 nas fábricas, todos os processos se encontram conectados. As metas definidas no plano de ação da empresa são adaptadas à jornada gamificada. Deste modo, as atividades deixam de ser vistas como meras obrigações. Em lugar disso, elas assumem o papel de conquistas. Comparativamente, é como se o trabalhador chegasse à próxima fase de um jogo. É desta forma que a progressão da atividade aumenta a produtividade e o engajamento. E este é um exemplo da relação de sucesso entre a gamificação e o cenário industrial.

2 – Seguradoras e Corretoras de Seguros

Em contrapartida, o setor de seguradoras e corretoras de seguros faz o uso da gamificação organizacional em sua grande parte juntamente ao consumidor final. Apresentando aplicativos com uma experiência de usuário mais fluida, este setor consegue por meio de narrativas lúdicas fazer com que seu consumidor desenvolva bons hábitos de saúde, de acordo com sua condição o que reduz o número de internações e intercorrências médicas.

Pacientes com diabetes, por exemplo, precisam constantemente tomar decisões sobre medicação, alimentação e atividade física e muitas operadoras começam a oferecer aplicativos móveis com recursos de lembretes e incentivos financeiros, utilizando estratégias de gamificação organizacional no setor de seguros para engajar o paciente. Analogamente essa tecnologia também é utilizada como forma de treinamentos de vendedores e até mesmo no atendimento ao cliente.

3 – Setores de T.I. também são beneficiados

A gestão de TI pode se beneficiar bastante da implementação da gamificação organizacional. Os profissionais de tecnologia, com certa frequência, devem aprender novas ferramentas para se atualizarem. Quando o foco é o suporte a clientes externos ou internos, devem melhorar o atendimento aos chamados abertos em termos da rapidez com que são fechados ou da eficácia do atendimento. Os principais benefícios que ela oferece às equipes de força de trabalho vão desde o aumento da motivação e engajamento, incentivo da competição saudável, aumento na produtividade, resolução de problemas na rotina de trabalho, a construção de um pensamento sistêmico e crítico além da melhora na tomada de decisões.

4 – A educação e o uso da gamificação organizacional

O setor educacional é outro que tem apresentado ótimos resultados com a implementação da gamificação. Sua utilização faz com que o ensino se aproxime do cotidiano do aluno, que hoje é completamente conectado e super ligado às tecnologias. Sua implementação pode ser feita para orientar uma trilha de conhecimento em que o aluno deve seguir as fases a fim de descobrir novas informações sobre o conteúdo e ganhar pontos. Trabalhos utilizando-se dessa tecnologia podem despertar o interesse nos alunos além de provocar o engajamento, melhorar a comunicação e a interação.

Para explorar as possibilidades do gamificação organizacional de forma mais completa, as escolas podem apostar em oficinas pedagógicas que tenham como enfoque as formas de aplicá-la. Com isso, é possível incluir elementos inovadores para o convívio em sala de aula.

O resultado é que, com o uso de práticas e estratégias mais didáticas, pode-se obter mais engajamento por parte dos alunos. Como consequência, o processo de ensino-aprendizagem é facilitado e o cotidiano deles e dos educadores fica mais prazeroso ao aplicar gamificação na educação.

5 – Gamificação organizacional e a saúde

A gamificação organizacional , como já foi dito, tem o poder de aumentar o engajamento em uma atividade e manter esse empenho por mais tempo. Por isso, ela pode ser utilizada para envolver a equipe com as metas estabelecidas pelos gestores nas empresas. A meta, em si, sai de foco: ela não é tão importante quanto a sensação de gratificação que os colaboradores têm quando atingem cada pequena vitória conquistada pelo caminho. A parceria entre gamificação organizacional e saúde tem potencial para se tornar uma grande tendência em SST, visto os grandes benefícios que ela traz para todas as partes envolvidas.

Similarmente, fora do ambiente de trabalho, vários são os aplicativos disponíveis no mercado que utilizam da mesma mecânica da gamificação organizacional para engajar seus usuários com bons hábitos de saúde. Quando pensamos em gamificação em APPs, notamos que é uma das melhores estratégias para o monitoramento a distância de pacientes. Além das visitas domiciliares e de tele orientações, manter um registro online de atividades realizadas num aplicativo que, além de monitorar, também diverte, se torna uma ferramenta útil que a própria equipe médica pode se fazer valer para mensurar o autocuidado, reforçando sua conduta, facilitando a rotina hospitalar e estimulando o engajamento e saúde.

E então? O que você achou dessas aplicações dessas estratégias de gamificação organizacional no mercado? Quer saber mais sobre o assunto e implementar a gamificação na sua empresa? Fale com Gamefic e conheça o que a diversão em todo trabalho pode fazer por você.

Ebook Gamificação: Engajamento e inovação

Compartilhe o Post

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Previous
Next